Share |

Sobre: Nisa

Fevereiro 1, 2020

A oposição denuncia viciação das Atas das reuniões do executivo por parte da Presidente Maria Idalina Alves com clara violação da Lei.

O Grupo Parlamentar do Bloco de Esquerda endereçou uma pergunta ao governo sobre a situação na Câmara Municipal de Nisa e obteve uma não resposta!

O Secretariado Distrital do Bloco de Esquerda de Portalegre convidou a Federação do Partido Socialista do Distrito para uma reunião afim de se abordar a grave situação e este convite ficou sem resposta.

.

Dezembro 11, 2019

Os deputados do Bloco de Esquerda Fabíola Cardoso, José Moura Soeiro e Isabel Pires dirigiram a seguinte pergunta, ao governo, respectivamente aos Ministério do Estado e Finanças e Ministério da Modernização do Estado e da Administração Pública:

Exmo. Senhor Presidente da Assembleia da República
Segundo denúncias chegadas ao Grupo Parlamentar do Bloco de Esquerda estarão a verificarse situações de alegado assédio moral a funcionários da Câmara Municipal de Nisa.

No quadro das situações descritas encontra-se:

• Mudança de local de trabalho e dos respetivos pertences pessoais sem aviso prévio ao trabalhador e sem que lhes seja dada uma explicação a posteriori;

• Clima de perseguição e intimidação;

• Ameaças e tentativas de condicionar a filiação sindical em sindicatos afetos à CGTP;

• Condicionamentos à liberdade sindical dentro e fora do local de trabalho;

• Impedimento aos delegados sindicais de contactarem trabalhadores e vice-versa.

 Na sequência deste ambiente hostil os trabalhadores têm solicitado transferência de local de trabalho, pedidos de reforma e exoneração e vindo a sofrer impactos na sua saúde física e mental. Tendo em conta que as situações supra descritas consubstanciam violações de direitos laborais e fundamentais dos trabalhadores, designadamente do direito à livre filiação sindical importa apurar os factos e uma intervenção eficaz das entidades competentes com vista à reposição da legalidade.

Atendendo ao exposto, e ao abrigo das disposições constitucionais e regimentais aplicáveis, o Grupo Parlamentar do Bloco de Esquerda vem por este meio dirigir ao Governo, através da Ministra da Modernização do Estado e da Administração Pública, as seguintes perguntas:

1. O Governo tem conhecimento desta situação?

2. Foram realizadas ações inspetivas por parte das entidades competentes com vista a apurar

esta situação? Quais foram os resultados dessas ações inspetivas?

3. Que medidas pretende tomar junto da Camara Municipal de Nisa com vista a garantir o cumprimento dos direitos laborais destes trabalhadores?

Pergunta aos dois ministerios

https://www.parlamento.pt/…/DetalhePerguntaRequerimento.asp…

https://www.parlamento.pt/…/DetalhePerguntaRequerimento.asp…

 

Novembro 29, 2019
Tendo o Bloco de Esquerda tomado conhecimento de que o Assédio Moral e Laboral levado a cabo pela Sra. Presidente da Câmara Municipal de Nisa Maria Idalina Alves se agrava de dia para dia. Os trabalhadores são humilhados e maltratados ao ponto de muitos deles se encontrarem com graves problemas psicológicos. Outros terem pedido transferência, e até pedido exoneração.
Os funcionários chegam ao lugar habitual de trabalho e tudo foi mudado, ficam aguardar horas, até que lhes seja comunicado pela presidente da Câmara o seu novo lugar de trabalho. Normalmente despromovendo-os e humilhando-os.
Caso disso é o recente caso dos trabalhadores da área financeira, técnicos com provas dadas ao longo de muitos anos, mudados de serviço sem o seu conhecimento e contratada uma empresa prestadora de serviços para os substituir.
Vários são os exemplos de despotismo praticados pela Sra. Presidente Maria Idalina Alves Trindade, desde os condicionamentos à liberdade sindical dentro e fora do local de trabalho, impedimento de delegados e dirigentes sindicais de contactarem trabalhadores e vice versa até a ameaças e coação sobre trabalhadores que queiram filiarem-se em sindicatos ligados à CGTP.
 
- Basta de despotismos de aprendizes/as de ditadoreszinhos/as!
- Basta de caciquismo local em eleitos nas listas do Partido Socialista nas Câmaras Municipais com tiques de autoritários no Norte Alentejano.
 
Portalegre, 29 de Novembro de 2019
O Secretariado da Comissão Coordenadora Distrital de Portalegre do Bloco de Esquerda
Novembro 29, 2019
Tendo o Bloco de Esquerda tomado conhecimento de que o Assédio Moral e Laboral levado a cabo pela Sra. Presidente da Câmara Municipal de Nisa Maria Idalina Alves se agrava de dia para dia. Os trabalhadores são humilhados e maltratados ao ponto de muitos deles se encontrarem com graves problemas psicológicos. Outros terem pedido transferência, e até pedido exoneração.
Os funcionários chegam ao lugar habitual de trabalho e tudo foi mudado, ficam aguardar horas, até que lhes seja comunicado pela presidente da Câmara o seu novo lugar de trabalho. Normalmente despromovendo-os e humilhando-os.
Caso disso é o recente caso dos trabalhadores da área financeira, técnicos com provas dadas ao longo de muitos anos, mudados de serviço sem o seu conhecimento e contratada uma empresa prestadora de serviços para os substituir.
Vários são os exemplos de despotismo praticados pela Sra. Presidente Maria Idalina Alves Trindade, desde os condicionamentos à liberdade sindical dentro e fora do local de trabalho, impedimento de delegados e dirigentes sindicais de contactarem trabalhadores e vice versa até a ameaças e coação sobre trabalhadores que queiram filiarem-se em sindicatos ligados à CGTP.
 
- Basta de despotismos de aprendizes/as de ditadoreszinhos/as!
- Basta de caciquismo local em eleitos nas listas do Partido Socialista nas Câmaras Municipais com tiques de autoritários no Norte Alentejano.
 
Portalegre, 29 de Novembro de 2019
O Secretariado da Comissão Coordenadora Distrital de Portalegre do Bloco de Esquerda
Maio 8, 2019

 

Precisamos de Protecção Civil, não de alimento prá indústria do armamento, Nisa vai receber os jovens conscritos feita a recruta, para o seu “Juramento de Bandeira”. Seria interessante que a população de Nisa, que certamente vai assistir entre curiosa e entusiasmada, começasse por se interrogar sobre qual a razão de o juramento de bandeira ser feito com a saudação fascista num país em que a ditadura fascista foi derrubada por jovens iguais a estes para não irem mais alimentar a carnificina da guerra colonial...

 

 
Maio 8, 2019

 

Precisamos de Protecção Civil, não de alimento prá indústria do armamento, Nisa vai receber os jovens conscritos feita a recruta, para o seu “Juramento de Bandeira”. Seria interessante que a população de Nisa, que certamente vai assistir entre curiosa e entusiasmada, começasse por se interrogar sobre qual a razão de o juramento de bandeira ser feito com a saudação fascista num país em que a ditadura fascista foi derrubada por jovens iguais a estes para não irem mais alimentar a carnificina da guerra colonial...

 

 
Setembro 22, 2016

 

O Tejo está moribundo face aos múltiplos crimes ambientais com destaque para o reduzido caudal, a poluição, a construção de barreiras artificiais, os incidentes da Central Nuclear de Almaraz e uma ineficaz e incompetente acção de vigilância, controlo e punição dos infractores pelas autoridades responsáveis.

O Bloco de Esquerda empenha-se na luta por um Tejo Vivo na Rua, nas Assembleias Municipais, nas Vereações e no Parlamento. No dia 24 de Setembro marchamos por um Tejo Vivo. Contamos contigo nesta luta!

Evento promovido pelas Coordenadoras Distritais do Bloco de Esquerda de Castelo Branco, Portalegre e Santarém.

ler mais...

 
Abril 28, 2014

Vivemos tempos conturbados. O Alto Alentejo abandonado está agora mais que nunca a bater no fundo, como não acontecia desde a revolução dos cravos. E Nisa é um dos concelhos mais sacrificados. Até quando vamos aguentar este ataque ao estado social? Estamos continuamente a perder serviços.

ler mais...