Share |

Artigos

Novembro 8, 2013 05:02 PM

O que Nuno Crato faz é tirar a muitos para dar alguns – esta tem sido a receita do governo! Promove negócios onde há exploração e atropelos à lei, como acontece nas escolas privadas; esvazia a escola pública, despreza os professores e deita por terra os investimentos que tanto custaram aos contribuintes para requalificar escolas. Ao contrário, paga 154 milhões a colégios privados, fecha escolas e despede professores.

Novembro 8, 2013 10:33 AM

O Bloco de Esquerda reuniu no passado dia 7 de Novembro com a UGT Portalegre, em resposta ao apelo que esta estrutura sindical fez aos Grupos Parlamentares.

Novembro 6, 2013 07:26 AM

Reagindo às previsões de Outuno da Comissão Europeia, apresentadas esta terça feira, que dão conta de um novo pacote de austeridade no valor de 1700 milhões em 2015, a deputada Mariana Mortágua frisou que esta instituição veio desmentir o próprio Governo, que apresentou o Orçamento do Estado como um “orçamento de libertação”.

Novembro 4, 2013 08:12 AM

Em conferência de imprensa neste domingo, Catarina Martins apresentou um conjunto de medidas fiscais que, a serem aplicadas, permitiriam anular os cortes em salários e pensões, bem como a sobretaxa de IRS, dinamizando a economia e criando emprego. As propostas respondem à necessidade de equidade fiscal e dão uma resposta diferente da do governo à questão: “Quem deve pagar a crise?”

Outubro 30, 2013 08:03 AM

Este distrito só tem sido lembrado pelos governos, para as medidas de destruição quando chega a altura de acabar com transportes públicos, finanças, tribunais, escolas e serviços de saúde, fundamentais à população envelhecida do nosso distrito.

Outubro 29, 2013 09:59 AM

Bloco exige clarificação urgente do Ministério da Saúde sobre entrega às misericórdias de hospitais do SNS

O Governo estará a preparar-se para entregar, já em Novembro, às misericórdias a gestão de seis hospitais do Serviço Nacional de Saúde (SNS): Fafe, Cantanhede, Ovar, Serpa, Anadia e Régua.

O Bloco de Esquerda considera que está matéria carece de uma urgente clarificação, pelo que endereçou um pedido de esclarecimentos, com caracter de urgência ao Ministério da Saúde, assim como requereu cópia do relatório efetuado pelo grupo de trabalho que tinha como função “analisar as condições de devolução às misericórdias das unidades de saúde que se encontram sob gestão pública”. Este grupo deveria ter apresentado um primeiro relatório até ao dia 15 de outubro de 2012. Até ver, no entanto, nada se sabe.

Outubro 25, 2013 06:55 AM

Das demissões, às omissões, gafes e mentiras do governo; ao irrevogável Paulo Portas que depois de provocar uma crise política para se promover, transformou uma prometida reforma de estado em mais um ataque aos contribuintes, em especial, aos funcionários públicos e reformados. 

Outubro 24, 2013 03:20 PM

O Bloco de Esquerda há muito que alerta para o perigo do encerramento da Escola da GNR em Portalegre. A recusa de investimento por parte de sucessivos governos em Portalegre e o tratamento diferenciado para outras regiões, em particular para a Figueira da Foz, foram sinais evidentes para a recente notícia.

Outubro 18, 2013 11:57 AM

Audição do Ministro da Saúde na Comissão Parlamentar de Saúde

Na passada quarta-feira, dia 9 de outubro, decorreu a audição do Ministro da Saúde na Comissão Parlamentar de Saúde (audição disponível aqui).

Nesta audição, João Semedo questionou o Ministro sobre diversos assuntos entre os quais a entrega às Misericórdias da gestão de diversos hospitais, a reforma das urgências hospitalares em Lisboa bem como a premência de existir uma urgência que dê resposta à zona sul do país, a construção do novo hospital de Lisboa, a criação de Centros Hospitalares ou o valor da dívida do SNS

João Semedo questionou também sobre o ponto de situação em que se encontra a auditoria ao acordo de cooperação celebrado entre a Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo e o Hospital da Cruz Vermelha Portuguesa (cuja realização foi aprovada na sequência de um Projeto de Resolução do Bloco de Esquerda).

Sobre a produção de medicamentos pelo laboratório militar, João Semedo questionou o Ministro no sentido de saber como está a anunciada produção de medicamentos, destacando o facto de haver medicamentos baratos que deixaram de ser produzidos ou que simplesmente não se conseguem encontrar, como seja a penicilina oral ou prova de tuberculina. Também sobre medicamentos, João Semedo referiu que o crescimento no consumo de medicamentos tem advindo essencialmente da prescrição pelo setor privado acrescentando que o Governo tem vindo a comparar o que não é comparável.